Delírios encurtam a vida

Nota:

Alguns ônibus de Londres poderão levar, a partir de janeiro de 2009, pôsteres com um slogan pouco comum: “Provavelmente, Deus não existe. Agora pare de se preocupar e curta a vida”. A campanha ateísta é da British Humanist Association e tem o apoio do acadêmico britânico Richard Dawkins, autor do livro Deus, um delírio e conhecido pelos seus documentários questionando o papel das religiões. O objetivo da campanha é promover o ateísmo na Grã-Bretanha, encorajar mais ateístas a assumirem publicamente a sua posição e elevar o astral das pessoas a caminho do trabalho. {Fonte :G1}

Questionamentos:

Desde que me entendo por gente, excluir Deus nunca foi boa coisa, por que o seria agora? O anúncio diz para parar de se preocupar e curtir a vida. Mas, quem está procupado em divulgar a não-existência do Criador, é aquele que curte? Criar toda uma campanha contra, já uma preocupação. Por que não deixa isso de lado e vai cuidar da vida que recebeu providencialmente?

O acaso não existe. Nenhuma obra de arte aparece do nada. Por quê a maior obra de arte, a vida, deveria vir do acaso? 

Resposta:

É preciso mesmo muita fé para ser ateu.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s